Conheça CROWDICITY, a plataforma do Reino Unido para os cidadãos

27/01/2015 14:47

O ano de 2015 marca o 800º aniversário da Carta Magna, uma ocasião que certamente irá inspirar incontáveis historiadores, pesquisadores e teóricos políticos a olhar para trás e avaliar o seu lugar na história.

Um departamento da London School of Economics and Political Science (LSE), no entanto, pretender utilizar o aniversário de olhar para frente e tentar melhorar o estado atual do sistema político no Reino Unido. Desde outubro de 2013, o Instituto de Assuntos Públicos da LSE foi até a plataforma ConstitutionUK, pedir à multidão para contribuir com ideias sobre como melhorar a economia do país. Hoje, a ConstitutionUK inaugura uma nova plataforma online, que estará aberta durante dez semanas. O objetivo é fazer com que o público britânico "compartilhe [seus] pontos de vista e ideias sobre o que deve estar em uma nova e moderna constituição do Reino Unido. [O público] será capaz de enviar conteúdo, votar ideias e questionar os especialistas."

A plataforma, dirigida por Crowdicity, pede ideias em torno de dez temas-chave, incluindo o papel da monarquia e da União Europeia. Contribuintes das 20 melhores ideias serão convidados para uma Convenção Constitucional, em março. Um projeto de Constituição será apresentado ao Parlamento do Reino Unido em junho - o mês em que a Magna Carta foi escrita, em 1215.

"O objetivo é desmistificar a palavra constituição e fazer as pessoas perceberem que não é uma teoria abstrata, mas algo que afeta todos e cada um de nós de uma forma muito direta", disse Conor Gearty, advogado de direitos humanos e professor do Instituto, em um comunicado à imprensa. "Vamos chegar aos diferentes grupos de todo o país para pedir-lhes as suas opiniões sobre a forma como o nosso país deve ser executado. É crucial termos os pontos de vista das pessoas comuns e não depender de acadêmicos ou políticos a dominar o debate."

Atualmente, os visitantes precisam se registrar e esperar a aprovação antes de acessar ConstitutionUK; isso é algo que a plataforma provavelmente vai acabar para as próximas 10 semanas, como uma forma de incentivar a participação de pessoas de todo o Reino Unido.

"A realidade é que o Direito Constitucional impacta quase todos os aspectos da nossa maneira de viver - o nosso direito à vida, casar-se, começar uma família, ganhar a vida, receber educação, nosso dever de pagar impostos, etc." A Universidade escreveu em seu blog, convidando o público a participar. "O status quo não é mais uma opção. Quando nos aproximamos do 800º aniversário da Magna Carta, será que nós podemos fazer melhor do que um bando de barões medievais conseguiu fazer em Runnymede, em junho 1215?"

*Traduzido livremente do link: https://www.crowdsourcing.org/editorial/university-crowdsourcing-a-new-uk-constitution/35339